Candidatos Lídio Scortegagna e Roberta Verdi visitam Centro Empresarial


Na última quinta-feira (1), o presidente do Centro Empresarial Tiago Paviani e a diretoria executiva da entidade, receberam a visita dos candidatos a prefeito de Flores da Cunha. Por volta das 9h30, a candidata Roberta Verdi conheceu a estrutura da sede do CE e em seguida apresentou brevemente sua proposta de governo. O candidato Lídio Scortegagna foi ouvido na sequência. A diretoria do CE entregou aos dois candidatos uma lista contendo os principais pontos e iniciativas que merecem a atenção e a parceria com o Poder Público Municipal.

O documento reforça que a entidade congrega e representa os setores produtivos de Flores da Cunha, contando atualmente em seus quadros associativos com 1.321 associados, dedicando-se intensamente as demandas dos empreendedores locais, especialmente na qualificação profissional, de gestão e oferta de serviços diretos, atentando sempre para as necessidades estruturais comuns não só das empresas, mas também do município como um todo, e dessa forma planejar o futuro.

Confira os apontamentos:

1 - Adesão plena e apoio ao projeto DEL – Desenvolvimento Econômico Local – que consiste na formação de um amplo conselho de representação das lideranças do município, presidido pelo Prefeito Municipal, e que terá como objetivo planejar o município de forma integral, desde seus aspectos de infraestrutura, vocação econômica, relações regionais para o desenvolvimento organizado e sustentável. O Centro Empresarial buscou experiências já testadas e exitosas nesse modelo, avaliando que o desenvolvimento do município, que se mostra expressivo nos últimos períodos, exige que se evolua imediatamente para o planejamento de longo prazo, com identificação das necessidades atuais e de futuro, minimizando as possibilidades de erro no direcionamento tanto dos empreendimentos empresariais como das ações e investimentos do Poder Público.

2 - Prosseguimento com apoio e providências de parte do Poder Público Municipal juntamente com o Centro Empresarial para a identificação, demarcação e definição legal de área de terras a serem destinadas exclusivamente para a instalação de estabelecimentos de ensino dos vários níveis, formação profissional e de tecnologia, servindo tal destinação da área, além do planejamento de longo prazo, como um atrativo diferencial para que essas instituições e órgãos de ensino, instalem-se em Flores da Cunha.

3 -  Apoio com participação econômica direta do Município juntamente com o Centro Empresarial no prosseguimento com a  efetivação, conforme projeto de implantação de espaço físico apropriado, que já está sendo desenvolvido através de comissão especializada que se dedica ao tema juntamente com a Diretoria da entidade, para abrigar unidade do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, direcionando a formação para cursos com afinidade profissional com as principais atividades econômicas do município e da região, visando atingir especialmente jovens egressos e cursando o ensino médio, ofertando educação profissionalizante gratuita nos moldes do IFRGS. Tal estabelecimento de formação profissional funcionará de forma permanente, atendendo primeiramente os setores moveleiro e agroindustrial, projetando-se também a formação nos demais setores importantes da economia local. No mesmo projeto de edificação de espaço físico para abrigar o IFRGS, está prevista a capacidade de abrigar parcerias com instituições de ensino (Universidades, SENAI, SENAC, SESI, Escolas Técnicas públicas e privadas entre outras) sempre voltadas para a formação educacional de cunho profissionalizante de abrangência regional que propiciará a qualificação expressiva dos profissionais como um diferencial dos empreendimentos locais, possibilitando-os atuar em elevado nível tecnológico e de inovação. A partir da disponibilização do espaço físico, no caso do IFRGS, por sua característica institucional, este faria a assunção de toda a parte didática, com profissionais vinculados ao IFRGS, mantendo o excelente padrão de educação que sendo feito, a exemplo de outras unidades em funcionamento.

4 -  Ampliação da capacidade de licenciamento ambiental por parte do Município, criando-se a Secretaria de Meio Ambiente do Município, se necessário, visando licenciar empreendimentos empresariais de maior porte (ex. empresas com área superior a 2.000 m2 grau de risco ambiental médio), o que agilizaria os licenciamentos e manteria os valores das taxas correspondentes no município (Fundo Municipal do Meio Ambiente), ao mesmo tempo que possibilitaria um planejamento e adequação ambiental dos empreendimentos adequada a realidade local.

5 - Manutenção e ampliação da parceria existente entre o Município, Centro Empresarial, Sindicato Rural e CDL com o SEBRAE para atendimento por este das necessidades de apoio, consultoria e formação profissional, atualmente funcionando junto ao Centro Empresarial.

6 - Manutenção e ampliação da parceria existente entre o Município e o CONSEPRO (Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública de Flores da Cunha), visando o atendimento complementar das necessidades dos órgãos da segurança pública, com vistas a constante ampliação do efetivo policial no município. O CONSEPRO, atualmente tem sua sede junto ao Centro Empresarial, sendo gerido na forma de seus Estatutos por sua diretoria regularmente constituída e formada por representantes das entidades representativas do município.

7 -  A definição pela utilização dos recursos do FUNREBOM (Fundo de Reequipamento de Bombeiros) na edificação de unidades residenciais destinadas aos servidores da segurança pública do município (Policiais Militares e Bombeiros) visando a permanência dos mesmos no município, e ao mesmo tempo cessando a necessidade de auxílio para moradia atualmente repassado através do CONSEPRO.

8 -   Qualificação urgente do transporte coletivo contratado pelo Município, com modernização da frota utilizada e qualificação de motoristas em prol da prevenção e acidentes, ante a constatação de deficiências graves nos veículos das empresas prestadoras desses serviços, ao que se faz necessária ação preventiva.

9 - O apoio com discussão e encaminhamentos conjuntos que se fizerem necessários para a normalização das análises e expedição de alvarás pelo Corpo e Bombeiros, visando cumprir a legislação mas de forma ágil e que não impeça, retarde ou inviabilize empreendimentos em Flores da Cunha.

10 -  O apoio institucional e financeiro na implementação do programa de boas práticas na viticultura, com estabelecimento de parcerias permanentes com órgãos e instituições que se dedicam a viticultura, visando a melhoria constante nos métodos e técnicas de produção de uva, resultando em qualidade superior desta a se refletir, por consequência na qualidade dos derivados desta (vinhos, sucos, espumantes).

11 - A adoção com apoio institucional e financeiro com a inclusão no calendário da Secretaria Municipal da Educação dos projetos e ações desenvolvidos pelo Centro Empresarial por suas Câmaras Setoriais e Centro Empresarial Jovem, e que objetivam levar diretamente as escolas do Município informações e experiências com intuito socializante, de melhoria das condições de vida e compreensão dos jovens para os aspectos profissionais, econômicos, familiares e comunitários.

 




FILIADO A: