Consepro apresenta projeto que prevê câmeras no município


          O presidente do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro), Daniel Gavazzoni, o tesoureiro Nestor José Cavagnolli e o representante do Centro Empresarial no Conselho, César Agostineto estiveram reunidos com a diretoria da Entidade na última terça-feira (6) para apresentar o projeto que prevê a instalação de seis câmeras nas principais ruas da cidade.

          O objetivo é inibir assaltos e badernas no município. Cada equipamento custa R$ 1.300,00 por mês e tem capacidade de visualização de aproximadamente 600 metros. O monitoramento será feito pela Brigada Militar. Os servidores têm capacidade de armazenar no mínimo 30 dias de imagens. Para viabilizar o projeto, os integrantes do Consepro solicitam o apoio da Prefeitura Municipal, entidades representativas e empresas de Flores da Cunha. A diretoria do Centro Empresarial prometeu auxiliar no que for necessário.




FILIADO A: