Centro Empresarial entrega reivindicações para pré-candidatos ao Governo do Estado


        O Centro Empresarial está sendo representado pelo executivo da entidade, César Conz, e pela coordenadora das Câmaras, Comitês e Núcleos, Josiane Zoto, no 14º Congresso da Federasul, que ocorre até o dia 9 de junho, sábado, em Gramado,  e neste ano aborda o tema “Desenvolver e Transformar”. 

        Com um olhar focado na política, participam o desembargador, representante da Justiça Federal no TRF-SP, Fábio Pietro; o escritor, doutor em Ciências Sociais, mestre em Sociologia, Jorge Caldeira; o publicitário Fábio Bernardi e o cientista político, Fernando Schüler. Ainda, dentro da programação, aconteceu na tarde desta sexta-feira um painel com os pré-candidatos ao governo do Estado Eduardo Leite (PSDB), Jairo Jorge (PDT), Luis Carlos Heinze (PP) e Mateus Bandeira (Novo). A conversa foi mediada pela presidente da Federasul, Simone Leite que perguntou “Como construir um Rio Grande do Sul livre e favorável ao desenvolvimento?”.

        O Centro Empresarial, por meio de seu executivo, entregou em mãos dos pré-candidatos que compareceram ao evento, um documento com  reivindicações definidas pela diretoria e associados para promover assim um maior desenvolvimento do Município e da região.

Confira:

  •          Elaboração de projeto de viabilidade econômica e importância local e regional para a duplicação da RS 122 no trecho entre Flores da Cunha e Caxias do Sul, numa extensão de 11,4 quilômetros, considerando o aumento constante do fluxo de veículos que se verifica, pois além do trânsito local, com grande número de moradores e empresas sediadas a margem desse trecho e próximas da rodovia, esta absorve o trânsito advindo do centro do País pela BR 116, que a partir de Vacaria tem seu fluxo desviado em sua maior parte, especialmente caminhões, para a RS 122 no deslocamento até Caxias do Sul e seguindo até a região do Vale dos Sinos, Vale do Taquari e grande Porto Alegre.
  •          Definição da titularidade e manutenção da VRS 814, esta com extensão de 13,8 quilômetros e que liga os municípios de Flores da Cunha a Nova Pádua,  atualmente de competência do Estado, mas que apresenta séria depreciação do piso de rodagem sendo evidente a necessidade de refazimento com recapeamento da pista, bem como, necessidade urgente de manutenção de drenagens, roçada, construção de acostamento, melhorias do traçado em vários pontos e sinalização. Além de ser a ligação entre os dois municípios, tem em suas margens e proximidades intensa atividade agrícola e especialmente grande número de empresas de várias atividades.
  •          Prosseguimento do processo de implantação da Região Metropolitana da Serra Gaúcha – Lei Complementar nº 14.293/2013 – considerando o prazo da Lei 8.249/92 em seu art. 21, visando a implementação de projetos de interesse regional, especialmente na área de infraestrutura, meio ambiente, educação e outros.
  •          Estabelecimento como prioridade do próximo Governo Estadual, quanto a infra-estrutura viária, a duplicação da RS 122 no trecho entre o entroncamento de São Vendelino até Farroupilha – subida da Serra – dotando o acesso rodoviário da região metropolitana de Porto Alegre com a região metropolitana da Serra Gaúcha – Caxias do Sul e região – de vias duplicadas.
  •          Promover junto as lideranças empresariais e políticas do Estado do Rio Grande do Sul a necessidade de revisão pelo Congresso Nacional da Lei Complementar nº 87/96 – Lei Kandir – quanto aos efeitos nocivos de tal legislação tributária na atividade econômico/empresarial do Rio Grande do Sul, por seus vários aspectos, tanto pela injustiça fiscal determinada para a arrecadação de tributos estaduais – penalizando o esforço de exportação – como pelo tolhimento da possibilidade da maioria das empresas de transferirem créditos de ICMS acumulados, gerando com isso verdadeiro confisco, engessamento de recursos das empresas.



FILIADO A: