Novas tecnologias e a importância do BIM na Construção Civil


Bate-papo promovido pela Câmara de Construção Civil acontece gratuitamente no Centro Empresarial dia 11 de fevereiro e debate sobre a revolução gerencial que as novas tecnologias trazem ao mercado

 

Uma tecnologia que promete (e cumpre) reduzir os custos e otimizar o trabalho, promove a interação simultânea entre áreas relacionadas à obra, além de permitir melhor compreensão do projeto. Essa é a tecnologia BIM, que será tema de um bate-papo promovido pela Câmara de Construção Civil, no Centro Empresarial, às 19h30, no dia 11 de fevereiro.

 Surgida nos anos 2000, a sigla BIM é traduzida do inglês como Building Information Model. Aqui no Brasil pode ser entendida como Modelagem de Informação da Construção, uma técnica amplamente utilizada em projetos das indústrias aérea e automobilística, bem como em montagens em auto mar e que agora ganha as atenções do setor da construção civil nacional.

Considerada uma das mais importantes inovações gerenciais no processo construtivo, a tecnologia BIM não deve ser vista apenas como uma ferramenta, mas sim precisa ser entendida como uma abordagem que permeia todos os estágios – desde a concepção, planejamento, design, construção, operação e até a demolição – de uma edificação. Na prática ela consiste basicamente em apresentar uma edificação a ser construída 100% virtualmente no computador antes de ser executada no terreno, ou seja, o edifício é projetado desde a fase arquitetônica até a qualidade exata de materiais necessários para a sua construção física.

A tecnologia BIM é tão revolucionária que no setor público brasileiro, desde de 17 de maio de 2018 foi assinado o Decreto Presidencial nº. 9.377 que estabelece a obrigatoriedade do uso da tecnologia BIM em projetos de obras públicas. A medida visa o controle de gastos, o combate ao superfaturamento nas construções e a garantia de um resultado qualificado.

  O encontro é aberto a associados, para participar é preciso trazer 1KG de alimento não perecível e confirmar presença pelo e-mail setorial@centroempresarialfc.com.br até o dia 10 de fevereiro. As vagas são limitadas.

 

SOBRE OS PALESTRANTES:

  • Filipe Lanzarin e Nicolas Dal Bó: sócios da Be.Meta Engenharia. Engenheiros civis, pós-graduados em Master BIM: Ferramentas de Gestão e Projeto. Experiência em projetos residenciais, comerciais, industriais e de infraestrutura urbana. Atualmente com foco em projetos (estruturais, elétricos e hidrossanitários), todos desenvolvidos e compatibilizados em BIM, e também na área de planejamento, gestão e execução de obras.
  •  
  • Misael Mattiello e Guilherme Sonda: sócios da Equevo arquitetura, com mais de 20.000 m² projetados em BIM em 2 países em 2019, participaram do projeto da maior roda gigante da América Latina que foi inaugurada no Rio de Janeiro.
  •  
  • Felipe Finger: sócio da Desterro Arquitetos com sede em Florianópolis-SC, com mais de 290.000 m² projetados em 6 estados, 3 anos de experiência e atuação em projetos residenciais, comerciais, corporativos e urbanístico, além da obtenção de primeiro colocado em dois concursos nacionais de arquitetura. Formado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) trabalha com plataforma BIM desde 2011, quando fez mobilidade acadêmica na Universidade de São Paulo (USP) e participou da competição internacional de casas solares Solar Decathlon Europe.
  •  
  • Marciano Tonatto: Engenheiro Civil, International BIM Management, mestrando em otimização de processos para redução de resíduos da construção civil, com experiência na área de fôrmas metálicas para paredes de concreto e planejamento 5D.



FILIADO A: