Serra Gaúcha ganha a Hélice: Movimento pela Inovação


Fazer com que a Serra Gaúcha passe a figurar no contexto nacional como um ecossistema de inovação, aliado a startups. Com esse propósito foi lançada nesta quinta-feira (18) a Hélice – Movimento pela Inovação – que une grandes empresas da região, entidades representativas, universidades, Poder Público e agentes de fomento. A iniciativa surge com o objetivo de se integrar a outras existentes na região, fortalecendo o perfil empreendedor e inovador da Serra Gaúcha.

O movimento se formou há cerca de três meses, agregando as empresas Florense, Marcopolo, Randon e Soprano, com o apoio do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul (Simecs). Uma das primeiras ações foi levantar em conjunto demandas empresariais comuns às quatro empresas, como forma de dar início ao movimento mapeando startups que possam desenvolver as soluções esperadas.

Para isso, a Hélice conta com a atuação da ACE, aceleradora de startups com abrangência em todo o país, que já analisou 250 startups e pré-selecionou 40. Já com as empresas esse número foi reduzido a 16 e no início de novembro se pretende validar de seis a oito para realizarem projetos com uma ou mais de uma das quatro empresas.

A segunda etapa da Hélice vai estar alicerçada nos resultados obtidos neste piloto por prova de conceito, mas o fato de ele contemplar a contratação de soluções propostas por startups e o desenvolvimento de empreendedores na região, já é um forte indicativo de que está se dando início à formação do ecossistema de inovação que se deseja para a região.

Por que Hélice?

O nome Hélice foi escolhido por trazer conceitos que estão aderentes à proposta do movimento. Em uma hélice todas as pás possuem a mesma importância e saem do mesmo centro – ou seja, o protagonismo é coletivo. Ao se moverem em conjunto, causam transformação, inovam, criam uma força nova. Além disso, a geração de vento também remete à renovação, abundância, sustentabilidade.

Quem faz a Hélice

Além da idealização de Florense, Marcopolo, Randon e Soprano, e o apoio do Simecs, também integram a Hélice o Sindicato das Empresas de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), Sistema Fiergs, Acelera Serra, Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), FSG Centro Universitário, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Centro Empresarial Flores da Cunha, Uniftec Centro Universitário, Prefeitura de Caxias do Sul, Aceleratech, OCABrasil Coworking Hub.

Desenvolvimento de startups na região

A Hélice também está promovendo gratuitamente para a comunidade quatro workshops para estimular o surgimento de startups ou contribuir com aquelas que já estão se formando na região da Serra Gaúcha. Trata-se de uma ação de apoio ao desenvolvimento do ecossistema empreendedor local e regional. O primeiro deles ocorrerá em 23 de outubro e está com inscrições abertas.

Durante esses workshops, no formato de mentorias lideradas pela ACE, empresa de investimento em startups e inovação corporativa, os empreendedores locais e regionais terão a oportunidade de se desenvolver em temas cruciais para o crescimento de suas empresas, como validação, crescimento e gestão.

“Ao longo de seis anos, a ACE já ajudou mais de 220 startups com um sucesso bem acima da média do mercado. Levar este conhecimento e metodologia para uma região com o potencial da Serra Gaúcha certamente terá um papel muito importante no desenvolvimento da economia local”, afirma Victor Navarrete, head de Inovação da ACE Cortex, braço de inovação corporativa da ACE.

Workshops desenvolvidos pela ACE

Mentoria 1 - Validação e Prototipação

Essa etapa é extremamente importante e fundamental ao longo da jornada empreendedora para qualquer startup, momento em que são definidos os aspectos básicos para resolver um problema real e que vale a pena ser resolvido.

Data: 23 de outubro

Horário: das 10h às 17h

Local: FSG Centro Universitário – Rua Marechal Floriano, 1229, bairro São Pelegrino.

Inscrições gratuitas pelo Sympla: https://www.sympla.com.br/capacitacao-de-empreendedores---validacao-e-prototipacao__379323.

 

Mentoria 2 - Mundo Exponencial

Local: Centro Empresarial de Flores da Cunha

Data: 23 de novembro de 2018

Serão tradados os principais pensamentos que fazem do Vale do Silício a região mais inovadora do mundo e uma janela para o futuro. Conceitos aprofundados de Lean Startup estarão na pauta.

 

Mentoria 3 - Crescimento

O foco será no crescimento, possibilitando o auxílio em aspectos mercadológicos e de métodos ágeis. Temas como máquina de vendas, canais de aquisição, growth hackng, customer sucess, marketing digital, inbound e outbound.

Mentoria 4 - Gestão, pessoas e investimento

Como preparar a startup e os empreendedores para receberem investimento, o processo de traçar a visão da startup, trabalhar com rotinas e sistema de gestão por meio de métricas, recrutamento e seleção de pessoas, relacionamento com investidores e jornada de fundraising.

A Hélice pelas lideranças empresarias envolvidas no movimento

Sem dúvida é uma quebra de paradigma, pois somos quatro empresas atuando juntas, expondo nossas dificuldades e necessidades, aceitando que parte da solução pode estar em startups que vêm apresentando ao mercado o que há de mais aprofundado nas mais diversas soluções.” – Daniel Martin Ely, executivo nas Empresas Randon, uma das idealizadoras da Hélice – Movimento pela Inovação.

Engajamento, disposição para mudar, aprender juntos e arriscar novos formatos de trabalho estão entre as pretensões da Hélice. Por esse motivo, estamos começando nesta primeira etapa com empresas que já têm uma trajetória sólida, nos unindo à ACE, o que certamente contribuirá para uma captação assertiva de startups maduras que possam contribuir com nossos negócios e também se desenvolverem ainda mais.” – Valdecir Segat, executivo na Florense, uma das empresas idealizadoras da Hélice – Movimento pela Inovação.

A intenção é envolver todas as cidades da Serra Gaúcha para compartilhar conhecimento, gerar conteúdo e experiências por meio de uma estrutura orgânica e conectada com as principais comunidades de startups do país. Acreditamos nos recursos e oportunidades para todos, e que quando há união por um propósito comum, as chances de inovar e ter sucesso são maiores para todos.”

- Petras Amaral Santos, executivo na Marcopolo, uma das empresas idealizadoras da Hélice – Movimento pela Inovação.  

Entendemos que nesse movimento o protagonismo está no coletivo e nos ganhos como um todo para a região, prevendo inclusive o desenvolvimento de startups locais. Por isso, valorizamos muito a realização gratuita a toda a comunidade dos workshops que permitirão o aprimoramento profissional de startups já existentes e o surgimento de novas.” – Paulo Gehlen, executivo da Soprano, uma das empresas idealizadoras do Hélice – Movimento pela Inovação.

Capitaneada por profissionais inquietos e com foco em pessoas e empresas que compartilham do desejo de transformar o mundo por meio da inovação, também estão envolvidos na Hélice entidades empresariais, poder público e universidades. É essa integração que permitirá a criação de um ecossistema de fato.” – Grasiela Scheid Tesser, diretora de Inovação da Câmara da Indústria e Comércio de Caxias do Sul.

 

Reprodução Relese: Adri Silva Agência de Conteúdo

Foto: Julio Soares

 




FILIADO A: